TAG Meus hábitos de escrita


A Pam achou uma tag de escrita bem legal da Kristen Martin, respondeu no canal dela e me marcou com mais um monte de gente linda ♥ Inclusive a Pam é autora de Boa noite e Uma história de verão, além de ter dois contos publicados nas coletâneas Uma viagem inesperada da Turma da Mônica Jovem (é o conto da Denise!) e O amor nos tempos de #likes (o dela é uma releitura de Orgulho e preconceito!).


Eu vou responder a tag em forma de texto ♥

ONDE EU ESCREVO?
Em casa, no computador que fica na escrivaninha. Muito raramente em salas de espera, aí nesse caso é num caderninho que fica dentro da bolsa e depois passo pro word. Tentei num café uma vez, mas me distraí comendo e decidi que não era uma boa ideia. Não que eu não fique comendo em casa também, mas pelo menos aqui não dói no bolso depois.



COMO VOCÊ SE ISOLA DO RESTO DO MUNDO ENQUANTO ESTÁ ESCREVENDO?
Eu tento o máximo possível me isolar de barulho e de pessoas em volta fazendo barulho, mas do mundo mesmo não rola. Fico alternando entre o word e twitter/telegram, até porque às vezes eu dou umas surtadas e alguém precisa me aguentar. Sem contar que às vezes aparece alguma coisa ou algum assunto por aí e eu fico "esse negócio aí encaixa na cena x". Eu tento não me distrair tanto, e saber que eu posso caso eu queira ajuda nisso. É tipo essa semana que eu tive que fazer jejum pra ir ao médico e me deu uma fome louca de madrugada só porque eu sabia que não podia comer.




COMO VOCÊ REVISA O QUE ESCREVEU NO DIA ANTERIOR?
Costumo deixar pra revisar só no final, com o texto todo já pronto. Eu dou uma relida no que eu fiz no dia anterior pra lembrar em que ponto parei, mas evito ficar tentando mudar muita coisa porque senão eu não avanço nunca. O que às vezes costuma acontecer é chegar numa cena e de repente perceber que pra ela funcionar, preciso alterar algo que aconteceu antes. Nesses casos eu volto e ou faço a alteração, ou mudo a cena nova.



QUAL A SUA PRIMEIRA ESCOLHA DE MÚSICA QUANDO NÃO ESTÁ SE SENTINDO INSPIRADA?
... nenhuma. Não consigo tirar inspiração de músicas e playlists, inclusive isso nem passa pela minha cabeça antes, durante e depois do processo todo de escrita.



O QUE VOCÊ SEMPRE FAZ QUANDO ESTÁ LUTANDO CONTRA O BLOQUEIO DE ESCRITA?
Primeiro eu entro em pânico e me desespero achando que nunca vou sair daquele buraco e nada do que eu escrevo vai fazer sentido e fico com vontade de largar tudo. Então ou eu corro pro telegram e desabafo com algumas pessoas que me ajudam a colocar as coisas em perspectiva ou escrevo algo como [AQUI ACONTECE ALGUMA COISA] e pulo aquela cena que está me deixando empacada e deixo pra voltar nela depois. O que também ajuda é lembrar de histórias que eu li (ou assisti!) que tenham aquele mesmo tema ou o mesmo ritmo do que eu tô escrevendo. A única coisa que eu tenho certeza que não me ajuda é insistir no que está me deixando empacada. Aí não sai nada mesmo e eu fico ainda mais nervosa.



QUAIS FERRAMENTAS VOCÊ USA ENQUANTO ESCREVE?
Word, caderno e caneta. Telegram, se for contar como ferramenta de apoio emocional e psicológico. Não, eu não gosto de whatsapp. Comida conta? Como combustível. E celular porque nunca se sabe, né.



QUAL A ÚNICA COISA QUE VOCÊ NÃO PODE VIVER SEM DURANTE A SESSÃO DE ESCRITA?
Outline. Os meus costumam ser bem grandes. Não consigo colocar projeto nenhum do word que não esteja previamente planejado passo a passo. Cheguei a falar um pouco disso num post, porque esse passo a passo todo não significa necessariamente que nada do que está naquele planejamento pode ser modificado (inclusive muita coisa muda), mas eu não consigo botar nada pra fora sem saber onde começo e por quais pontos vou passar antes de chegar no final. Mas eu só lembrei disso vendo a resposta da Pam, porque nessa pergunta minha cabeça levou "coisa" pra um lado mais literal e pensei "computador, ué". Muito inteligente eu.



COMO VOCÊ SE ABASTECE/SE ALIMENTA DURANTE UMA SESSÃO DE ESCRITA?
Água, coca-cola, salgadinho, sorvete, bolacha. Às vezes só água mesmo.



COMO VOCÊ SABE QUANDO TERMINOU DE ESCREVER?
Escrevo mais de madrugada, então eu sei que a sessão de escrita do dia já deu quando fico exausta e com sono, ou quando olho pro word e percebo que não suporto mais olhar pra ele. Basicamente eu escrevo até ficar esgotada, e isso pode acontecer em menos de duas horas, ou eu posso passar a tarde/noite/madrugada escrevendo e fazendo pausas e só parar porque minha mãe não aguenta mais a luz do quarto acesa. Varia bastante. Pensando agora, acho que isso não é lá muito saudável.


Quem mais quiser responder a tag fica à vontade e depois deixa o link pra ficar mais fácil de poder fuçar ♥















2 comentários :

  1. Oi Mareska! Eu ainda estou tentando entrar no "mundinho das pessoas maravilhosas que conseguem se dedicar e escrever". Eu acho maravilhoso quando consigo focar alguns poucos minutinhos e cuspir coisas no google docs, mas tenho uma dificuldade enorme de voltar.
    Acho que preciso de um círculo de pessoas que me deem algum tipo de incentivo e suporte para continuar. E preciso começar a escolher minhas prioridades. Querer escrever e ler e cuidar do blog e jogar e ver seriado e ficar com marido e viver fora do meu mundinho confortável, compete muito com o querer escrever.
    E fica ainda mais difícil de me dedicar quando tenho que lutar contra meu cérebro maluco me dizendo o tempo todo que "tem gente que faz muito melhor do que você"...
    Eu quero ser sua amiga no Telegram!! Como faz?! XD
    Beijos e obrigada por voltar a postar! <3

    ResponderExcluir
  2. Ah! Acho que vou fazer, adorei. Quando fizer te linko e respondo aqui :3

    ResponderExcluir