BINTI


›› autora: nnedi okorafor
›› editora: tor
›› formato: ebook (kindle)
›› ASIN: B00Y7RWXHU
›› número de páginas: 96
›› onde comprar: cultura | amazon
compras feitas pelos links indicados geram uma pequena comissão ao blog
sinopse: Binti é a primeira da tribo Himba a ser aceita na universidade Oomza, a maior instituição de educação superior da galáxia, mas para isso terá que viajar mesmo à revelia da família e entre desconhecidos que não necessariamente respeitam seus costumes. Mas a viagem não será fácil, pois Oomza há muito tempo fez algo que irritou os Meduse, que agora querem retribuição.

Um dia, a Tassi me recomendou Binti. Um outro dia, ela recomendou de novo, o ebook estava em promoção, comprei, acabei deixando para aquele "depois" que nunca chega, basicamente o destino de todos os meus ebooks. Até que meu 2016 livrístico foi meio cagado, e pra 2017 resolvi colocar em prática outras metas de leitura que não fossem numéricas. Uma delas era ler mais ebooks (eu tenho que botar esse kindle e esse kobo pra sambar). A outra era ler mais autoras negras. Binti era, então, a escolha perfeita, porque além de tudo ainda vinha com o selo Tassi de aprovação, e alguém que já tinha me recomendado a Claire Legrand e a Jenny Lawson obviamente só ia recomendar coisa boa. E eu realmente precisava que 2017 começasse com alguma leitura legal.

Binti encaixou certinho no que eu precisava, ainda tendo o bônus de ser um gênero que eu tenho interesse porém não costumo ler muito (ficção científica) e num formato que também leio pouco (novela). A maneira como Nnedi Okorafor cria as cenas é sensacional, é tudo tão vivo e detalhado mesmo em poucas páginas, e todas as descrições e explicações são feitas na medida certa e nos momentos certos. Mas o grande destaque é mesmo a protagonista, Binti.

Amei tanto a Binti que nem sei lidar. Vinda de uma tribo altamente tecnológica mas profundamente enraizada em seu lugar de origem (os Himba não saem de suas terras, nunca, jamais, em hipótese alguma) e em seus costumes, ela passa a história num conflito de identidade. Ao mesmo tempo em que respeita e faz questão de reproduzir esses costumes por ter orgulho deles e do que representam, também tem vontade de um algo mais que, nesse momento de sua vida, toma a forma da universidade Oomza. Ela vai ser a primeira de seu povo a frequentar Oomza, mesmo à revelia de sua família. E ela entra de cabeça sozinha num mundo desconhecido e possivelmente hostil a ela por causa de sua origem.

Uma foto publicada por mareska (@mareskawho) em

Muitas são as cenas em que Binti se sente desconfortável com os olhares e comentários que recebe das pessoas ao seu redor, por causa de suas roupas, do otjize que espalha em seu corpo e cabelos, por ser uma Himba num mundo dominado por Khoush. O que é interessante, porque ao mesmo tempo em que ela entra num mundo permeado por seres diferentes e dos mais variados planetas quando entra no transporte que a levará junto com outros estudantes até Oomza, ainda assim é vista e tratada como uma estranha. Os Khoush dependem da tecnologia dos astrolábios criados pelos Himba, mas ainda os tratam como cidadãos de segunda classe, Difícil não comparar com a nossa realidade. Binti sente de maneira intensa esse conflito interno entre querer manter as tradições e ao mesmo tempo abraçar o desconhecido. E ela encara tudo isso de maneira incrivelmente corajosa.

Outro destaque é a forma como Nnedi apresenta os Meduse e a maneira como esse povo e Binti interagem. É quase um choque de culturas e pensamentos, e é interessante a discussão que se pode fazer a partir disso sobre a visão que temos sobre "o outro".

Alguns (poucos) pontos da história mais perto do final acabaram me deixando um pouco UÉ?, mas nada que me impedisse de gostar da leitura; foram só coisas que eu achava que tomariam um caminho diferente.

É uma pena que Binti não esteja disponível em português, mas o ebook não é caro e vale muito a pena! Sem contar que TEREMOS CONTINUAÇÃO, mas podem ficar tranquilos que Binti tem um final satisfatório. Recomendo a leitura dessa análise do livro, mas já deixo o aviso de que está cheia de spoilers.

2 comentários :

  1. Olha, que indicação boa! <3 Fiquei curiosa pra ler!
    Vou só esperar lançarem uma versão traduzida. ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô na torcida pra alguma editora bancar ^^

      Excluir