Achei que era sorvete, mas era vazio existencial


Acho que todo mundo tem pelo menos algum tipo de pensamento que ajuda a tornar um dia de merda mais tolerável. Encontrar a esposa/marido quando chegar em casa, o fim do expediente, brincar com o cachorro, assistir um episódio novo de alguma série.

Eu acho reconfortante saber que tem sorvete no congelador.

Aí um dia desses, quando criei vergonha na cara pra botar o pé pra fora de casa e me arrependi 5 minutos depois, a única coisa que me consolava era saber que o dia tava uma merda, mas pelo menos tinha um pote de sorvete no congelador. Ele tava lá. Eu tinha visto de manhã. Eu ia chegar em casa, pegar aquele pote de sorvete e comer direto, de colher, assistindo Discovery Home&Health, e o universo ia fazer sentido de novo.

Então eu abri o pote de sorvete.

E não tinha sorvete.

Não tinha feijão.

Não tinha nada.

Alguém largou o pote de sorvete vazio dentro do congelador e eu fiquei olhando e aquele pote de sorvete vazio me deu uma angústia tão grande que gente. 2016 é isso. É esse pote de sorvete vazio que largaram dentro do congelador, te roubando não só a chance de tomar sorvete mas a possibilidade de fazer a piada do "achei que era sorvete, mas era feijão".

Aí você lembra que pra 2017 já anunciaram a volta da calça de cintura superbaixa e gente.

Assim não dá pra viver.

Não dá.