No meio do caminho tinha um monte de ganso


O parque em que comecei a caminhar todos os dias por culpa de Pokemon Go (aqueles ovos malditos não vão se rachar sozinhos) é um lugar relativamente tranquilo. O percurso não é muito longo, o que é ótimo para uma pessoa recém saída do sedentarismo completo, e tem uma quantidade de árvores suficiente para fazer sombra na maior parte dele. Não é muito lotado nem muito vazio, dá para ir a pé de casa e ainda é perto de um hospital. Não que isso seja algum tipo de pré-requisito ou algo assim, mas é sempre bom quando o lugar que você começa a ir com frequência é perto de um. Nunca se sabe. A lagoa no centro tem peixinhos e patos, e as pessoas podem jogar migalhas de pão se quiserem.

O parque também tem gansos.

Vários gansos.

Que ficam justamente na reta final do percurso.


Toda vez que chego nessa parte, paro de andar e de olho na movimentação deles, para saber se é seguro passar andando ou se é melhor correr e acabar com aquele pesadelo logo, ou se de repente não é melhor só voltar o trajeto inteiro mas garantir que vou sair de lá viva.

Quem diz que tem medo de barata porque elas atacam obviamente nunca ficou muito perto de um ganso.

Eles não apenas avançam, eles observam a vítima antes, calculando qual a melhor forma de ataque. É desesperador. E eu não estou sozinha nessa. Todo mundo, quando chega nesse trecho, fica com um certo receio quando os gansos estão no meio do caminho. Os frequentadores que preferem correr chegam até a irr mais rápido naquele pedaço, só para garantir. E até ontem eu estava conseguindo escapar ilesa, pois eles sempre estavam mais nas beiradas, deixando o meio livre, ou concentrados juntos em um dos lados, me deixando livre para passar ainda mais longe deles.


Até ontem, quando eles resolveram ficar espalhados por todo o espaço final. E ainda por cima ia começar a chover, então voltar o percurso todo não era uma opção, já que não posso me dar ao luxo de ficar doente faltando só 7 dias para a Bienal. Fiquei parada quietinha, esperando que eles pelo menos abrissem uma brecha pela qual eu pudesse passar rezando para não ser atacada. Talvez teria sido menos pior se eu de fato tivesse sido atacada. Mas não.

Quando finalmente abriu-se um pequeno pedaço em que eu podia passar, três deles resolveram parar e olhar na minha direção.

E ficaram lá. Me encarando. E não pararam até que eu atravessei aquele trecho.

Quando eu já estava meio longe, olhei para trás e eles ainda estavam lá. Olhando.

Aí foram embora, cuidar de seus problemas de ganso. Ou planejar a minha morte.

Na próxima, acho que volto o percurso todo mesmo. Nunca se sabe.

Não disse que era bom o parque ser perto de um hospital?


9 comentários :

  1. Hahahaha, gansos assassinos! Como pode né, tão parecidos com patos e ao mesmo tempo tão diferentes (pq patos são amor)!

    ResponderExcluir
  2. PAVOR DE GANSOS! Eu já teria escolhido outro trecho por onde passar, porque né, sem condições. Claramente eles já têm um plano traçado envolvendo tua morte!

    ResponderExcluir
  3. Hahaha, a naturez as vezes é muito maligna! Nunca fui atacada por um ganso, mas por todas as histórias que a gente vê por ai, também tenho medo

    ResponderExcluir
  4. hauhauhua nunca me aproximei e gansos e sei que ficaia apavorada!

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mantenha sempre uma distância saudável!

      Excluir
  5. Eu tenho mais medo de pato do que de ganso (não sei explicar).
    E tem uma coisa que me assusta mais do que os dois. Que eu tenho verdadeiro pavor: QUERO-QUERO.

    Tinha uma época que eu fazia igual você e ia caminhar na raia olímpica da USP, tudo muito lindo até eu descobrir que os quero-quero fazem ninho no chão e voam no seu rosto se você chegar perto. Eles te olham, que nem os ganços e FAZEM BARULHOS ASSUSTADORES. Eu nunca sabia se correr era pior ou se eu voltava. Era horrível.

    Boa sorte aí!
    (e seus ovos estão computando a distância caminhada direitinho? aqui a conta dele não faz o MENOR sentido)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amaria a natureza muito mais se ela não pulasse/voasse/corresse em mim.

      NOSSA, LÓGICA NENHUMA NAQUELA CONTA. Meus ovos de 10km às vezes chocam mais rápido que os de 5km oO

      Excluir
  6. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK rindo muito aqui. na hora que falou sobre um possível ataque de ganso, eu logo pensei no hospital próximo... ainda bem MESMO que tem, né? e eu tb sou temerosa com esses bichos, dá pra confiar não.

    ResponderExcluir