DONNIE DARKO

›› autor: richard kelly
›› editora: darkside
›› isbn: 9788566636994
›› número de páginas: 208
›› título original: the donnie darko book
›› onde comprar: cultura | saraiva | submarino | amazon
sinopse: (...) Além do roteiro original, o livro surpreende pelo conteúdo extra. A começar pelo prefácio exclusivo, assinado por Jake Gyllenhaal. (...) E se você também está curioso, por que não ler o que o próprio diretor e roteirista tem a dizer sobre Donnie Darko, Gretchen, Frank e companhia? Kelly concede uma robusta entrevista sobre todo seu processo de criação. (...) Para ficar ainda mais completa, a Limited Edition da DarkSide Books – em capa dura, marcador exclusivo e aquela qualidade que qualquer leitor exigente sente gosto de exibir na estante de casa – traz uma surpresinha a mais: A Filosofia da Viagem no Tempo. Isso mesmo, uma reprodução de trechos do livro escrito por Roberta Sparrow, a Vovó Morte do filme. É o livro que Donnie lê para tentar desvendar o que está acontecendo no mundo ao seu redor. 

Não existe, nesse mundo inteiro, melhor apresentação dos livros da Darkside do que a que a própria Darkside faz, então aconselho todo mundo a dar uma lida no site da editora e ver tudo que o livro oferece em termos de conteúdo e visual.

Não lembro exatamente quando foi que assisti Donnie Darko pela primeira vez, nem porque resolvi assistir. Mas fui atrás do filme, assisti e terminei com duas sensações:
1) QUE COISA LEGAL
2) EU NÃO ENTENDI NADA
Então fui caçar explicação no google. Encontrei uma que falava sobre as coisas todas de viagem no tempo e apresentava uma teoria sobre o que poderia ter acontecido no filme. Tive que ler umas duas vezes, porque esse é meu grau de entendimento pra qualquer coisa remotamente científica, e fui assistir o filme de novo. As coisas fizeram sentido e continuei achando tudo muito legal. Anos mais tarde, anunciaram o lançamento de S. Darko, a continuação de Donnie Darko, e não sei exatamente qual o grau de blasfêmia de dizer isso, mas gostei do filme. De qualquer maneira, DD se tornou um dos meus filmes preferidos.

Por isso, quando o livro foi anunciado, acabei comprando sem nem saber direito do que se tratava. E também porque a capa e a lombada são lindas.


Além das imagens, o livro traz uma introdução do próprio Richard Kelly, diretor do filme, e um prefácio do Jake Gyllenhaal, nosso querido Donnie e cujo nome eu errei 3 vezes na hora de escrever mesmo copiando direto do livro.

Antes do roteiro do filme, tem uma entrevista bem grandinha e completa com Richard Kelly. As partes em que ele não fala diretamente de DD podem parecer meio cansativas, mas pular essas perguntas/respostas é perder um pouco a oportunidade de conhecer o diretor e de entender que não tinha mesmo outra pessoa que pudesse ter pensado nesse filme desse jeito. Também ajuda bastante a entender algumas coisas do filme, como por exemplo porque ele deixa mais perguntas do que respostas, porque não existe uma única explicação pro que aconteceu, porque praticamente todas as teorias são válidas e porque não vale a pena ficar reclamando de tudo isso sendo que tudo isso faz parte da graça do filme. DD não teria nem metade do apelo que tem se tivesse um final redondinho e todas as perguntas respondidas bem mastigadinhas. É filme pra dar descaralhamento mental mesmo e querer bater no coleguinha que tem uma teoria que contraria a sua, uma coisa meio jogar War, sabe.


E chegamos na parte do roteiro do filme. Não sei muito como elaborar essa parte além de dizer que é uma experiência bem legal ver "o filme no papel". Explicar DD é meio que enrolar a língua e ficar com gagueira, porque qualquer explicação parece simples demais e faltando coisa, mas muito mais do que isso pode significar dar mais spoilers do que o necessário. Donald "Donnie" Darko é um adolescente que tem sintomas de sonambulismo e esquizofrenia. Depois de acordar bem longe de casa e sem saber como chegou lá, ao voltar, descobre que uma turbina de avião caiu exatamente em cima do seu quarto.

Sobreviver a um negócio desses é bem legal, né, quer dizer imagina a sorte que é, o dia em que uma turbina de avião destrói seu quarto ser justamente o dia em que você não estava lá. YAY, né? Não. Azar pra vida de Donnie, sorte pra nossa. A partir daí uma série de coisas estranhas começam a acontecer com ele, e todas elas parecem ter ligação com o estranho homem com fantasia de coelho que aparece para Donnie. Antes eu pensava que uma novelização do roteiro do filme seria legal, mas ver o próprio roteiro acabou sendo bem mais interessante.

Mas talvez a parte mais interessante de tudo mesmo é a reprodução dos trechos de "A filosofia da viagem no tempo", que é aquele livro que Donnie lê no filme, que foi escrito pela Roberta Sparrow. Se você não viu o filme ainda e não gosta de spoilers, NÃO JOGA "ROBERTA SPARROW" NO GOOGLE, fica de boa aí. Esse livro explica muita coisa do filme e faz com que outras façam mais sentido. Sem contar que terminei essa parte com uma vontade enorme de ver algum livro de ficção usando isso tudo, nem que não seja DD. Ah, e no final ainda tem uma lista com as músicas que fazem parte da trilha sonora!

Pra quem se interessar pelo livro e ainda não tiver assistido ao filme, eu recomendo que assista uma vez, não procure nenhuma explicação, leia o livro todo e depois assista de novo. De qualquer maneira, é difícil terminar a leitura sem querer rever o filme. E pra quem quiser, tem na Netflix!





›› outras resenhas

Tem resenha lá no canal Hoje é dia
O canal Chovendo livros também fez
A Ana Gabriela do Bela Psicose fez uma resenha cheia de fotos lindas


2 comentários :